Dia Mundial do Livro 2016

O Dia Mundial do Livro comemora-se desde 1996, por decisão da UNESCO, a 23 de abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura pois, neste dia, em 1616, desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros.

“Um livro é um elo entre o passado e o futuro. É uma ponte entre gerações e entre culturas. É uma força para a criação e a partilha de sabedoria e conhecimento.Franz Kafka disse uma vez “um livro deve ser um picador de gelo para quebrar os mares congelados dentro da nossa alma.” Uma janela para nossas vidas interiores, os livros também são a porta de entrada para o respeito mútuo e a compreensão entre as pessoas, através de todas as fronteiras e todas as diferenças.”
Irina Bokova, Directora-Geral da UNESCO a propósito do Dia Mundial do Livro, 2016.

 A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.

dglab

A Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (http://dglab.gov.pt/dia-mundial-livro-2016/) presta homenagem este ano a alguns autores portugueses, cujos centenários de nascimento ou morte se assinalam: Bocage; Mário de Sá Carneiro; Mário Dionísio e Vergílio Ferreira.

A nossa Biblioteca associa-se a este dia e tendo em conta a proximidade das celebrações do 25 de abril, destaca algumas frases sobre LIBERDADE destes seis autores, cuja obra é de particular importância para a literatura portuguesa e mundial.

“A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida.”

Miguel de Cervantes

“Se você ama alguma coisa ou alguém, deixe que parta. Se voltar é porque é seu, se não é porque jamais seria.”

William Shakespeare

“Ah! Se a vossa liberdade/ Zelosamente guardais, / Como sois usurpadores / Da liberdade dos mais?”

Bocage

 

“A grande ave doirada / Bateu asas para os céus,/ Mas fechou-as saciada /Ao ver que ganhava os céus.”

Mário de Sá Carneiro

“Diz NÃO à liberdade que te oferecem, se ela é só a liberdade dos que ta querem oferecer. Porque a liberdade que é tua não passa pelo decreto arbitrário dos outros.”

 Virgílio Ferreira

“A poesia está na luta dos homens, / está nos olhos abertos para amanhã.”

Mário Dionísio

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s